(Resenha): Quando Eu Parti

Quando Eu Parti
Autor: Gayle Forman
Nota: ★★★★
Editora: Record
Páginas: 308



“Quando um coração falha, não é apenas o corpo que trai. Mas sonhos desfeitos, amores não vividos, destinos cruzados. Maribeth Klein tem a própria cota de problemas: do marido omisso até a chefe e ”ex-amiga” Elizabeth, passando pelos gêmeos superativos. Ela está sempre tão ocupada que mal percebe um ataque cardíaco.

Depois de uma complicação inesperada no procedimento cirúrgico, Maribeth começa a questionar os rumos que sua vida tomou e faz o impensável: vai embora de casa.

Longe das exigências do marido, filhos e carreira, e com a ajuda de novos amigos, ela finalmente é capaz de enfrentar o passado e os segredos que guarda até de si mesma. ”

Olá people, como estão?
Hoje a resenha é sobre o primeiro romance adulto da autora Gayle Forman, li com muito medo pois já estava acostumada com a escrita dela bem voltada para o público YA, mas apesar de algumas diferenças na escrita a experiência foi agradável.

Maribeth é a nossa protagonista, uma mulher com dupla jornada (uma realidade bem próxima de muitas mulheres desse século) que se desdobra para dar conta de seus deveres na revista onde é editora, dar conta de seus filhos gêmeos (eu falei que era dupla .-.) e da vida de casada com Jason. A realidade não é tão divertida e Maribeth sabe disso mas parece não ter total consciência.

O que era para ser um trabalho de meio período, que sua melhor amiga e chefe prometera, não é real. A jornada se tornara cansativa e vem causando um estresse em Maribeth, além de estar aos poucos conseguindo desgastar a amizade que ambas ainda conseguem manter camuflada.

(Resenha): O Último Adeus

O Último Adeus
Autor: Cynthia Hand
Nota: ★★★★★
Editora: DarkSide Books
Páginas: 352



“O último adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é ser feliz.
O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes. ”

O Último Adeus conta a história da Lex, uma menina de 18 anos que está vivenciando o momento mais difícil de toda a sua vida. Faz algumas semanas que seu mais novo e único irmão cometeu suicídio, bem na garagem de casa, as coisas para Tyler estavam se tornando sufocantes demais. Tudo que lhe restara além das lembranças foi um post it escrito: “Desculpa mãe, mas eu estava muito vazio. ”

Definitivamente as coisas são bem difíceis para aqueles que aqui ficam com apenas as recordações, Lex e Ty eram bem mais que irmãos, eles eram amigos. Agora Lex se encontrava sozinha e se culpava por ter deixado isso acontecer, como ela não percebeu o que estava acontecendo? Por que ela não cumpriu com a sua promessa?! Por que ele não cumpriu a dele?! Lex estava destruída.

SORTEIO: Welcome 2017


Tem sorteio rolando no Instagram, boa sorte!!!!

"Olá leitores!!!! Como estão? Como comecei o ano animada e grazadels é ano ímpar (coisas de geminianos) nada melhor do que um sorteio bacanérrimo. Será um ganhador: Livro "O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares"📖 + marcadores do blog.

Regras:

* Seguir @euvoceeoslivros * Marcar 2 pessoas quantas vezes quiser! (como sempre... Sem ser famosos, inativos, LOJAS e repetir pessoas)
* Seguir o blog www.euvoceeoslivros.com (link na bio)
> Chance duplicada: repostar a foto com a tag #SorteioEuvoceeoslivros tem chance dupla de ganhar
* Encerra dia 05/02
* Resultado dia 06/02
* Envio pelo correio
* Reservamos prazo de 1 mês para envio
* Não nos responsabilizamos por extravio
* Regras serão conferidas
BOA SORTE!!!!!! 😘😘😘

(Resenha): Susy e as Águas-vivas

Suzy e as Águas-vivas
Autor: Ali Benjamin
Nota: ★★★★★
Editora: Verus
Páginas: 223



“Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.
Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado. Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava.
Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.”

Oii gente! O livro de hoje mexeu comigo de muitas maneiras, eu já apaguei isso aqui umas trezentas vezes, já pensei até em não falar sobre, mas estou tentando mais uma vez. Esse livro fala sobre perdas e como as pessoas reagem de formas diferentes diante delas, cada um tende a lidar com essa dor de forma distinta e temos que respeitar acima de tudo. Assim como a protagonista eu também perdi uma grande amiga este ano, tão jovem quanto e cheia de vida. Marcela, sei que está no melhor lugar que existe e saiba que durante toda a leitura desse livro lindo e da escrita dessa resenha eu pensei em você.

Susy e as Águas-vivas nos conta a história de uma menina de 12 anos, que está vivendo um período extremamente doloroso e justamente em uma fase da vida onde as coisas ganham dimensões enormes. Susy recebeu de sua mãe a notícia que sua melhor amiga havia se afogado durante as férias e que infelizmente Franny não havia suportado, sua amiga estava morta, e junto com ela havia partido também grande parte de Susy.

(Resenha): Em Algum Lugar nas Estrelas

Em Alguns Lugar nas Estrelas
Autor: Clare Vanderpool
Nota: ★★★★★
Editora: DarkSide Books
Páginas: 288



“Em Algum Lugar nas Estrelas é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden. ”

Olá leitores, quem é vivo sempre aparece e agora sem muitas provas e trabalhos pendentes na faculdade. Amém? Amém! Gostaria de iniciar essa resenha perguntando se vocês já conheciam o selo DarkLove da editora DarkSide Books? Não? Gente é sério, corre porque é muito amor, diferentemente da temática de histórias de terror que eles costumam publicar, o selo DarkLove traz histórias fantásticas e cheias de mistérios, que trazem à tona toda nossa sensibilidade com a leitura. E para tudo ficar ainda mais maravilhoso o selo mergulha na vibe do empoderamento feminino, onde todas as histórias são escritas por mulheres que tem o dom de nos apresentar novas culturas enigmáticas.

Em Algum Lugar nas Estrelas tem como ambiente principal o Maine, no final da década de 1940, ou seja, no período Pós-Segunda Guerra Mundial. O pré-adolescente Jack está vivendo tempos difíceis, sua amada mãe falecera a pouco tempo e o seu pai, digamos que devido ao seu trabalho (ou por não conseguir lhe dar com a situação) era bem distante. Para completar o ciclo tenebroso, Jack teria que se mudar do Kansas que era onde havia nascido e crescido, para Maine, mas especificadamente para um internato militar.

(Filmes): A Menina Que Tinha Dons

A Menina Que Tinha Dons (The Girl With All The Gifts)



Gente, correeeee que foi divulgado o novo clipe da adaptação do livro “A Menina Que Tinha Dons”, para quem não se recorda já fizemos a resenha dele aqui no blog (http://www.euvoceeoslivros.com/2016/04/resenha-menina-que-tinha-dons.html).

A história é escrita pelo britânico M. R. Carey que é roteirista de X-men e Hellblazer, ou seja, só sucesso. O filme é dirigido por Colm McCarthy (‘Peaky Blinders’). Conta a história da pequena Melanie, uma garotinha muito especial que faz parte de um seleto grupo de crianças portadoras de um vírus que se espalhou pela Terra, e que nelas está a esperança para que esse quadro seja revertido e que o mundo volte ao normal.

(Resenha): O Ar Que Ele Respira

O Ar Que Ele
Autor: Brittainy C. Cherry
Nota: ★★★★★
Editora: Record
Páginas: 308



“Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim. ”

Eu só tenho a declarar que eu amei passar esse tempo, que aliás foi curto, lendo O Ar Que Ele Respira. Infelizmente ainda não havia lido nada sobre a querida Brittainy C. Cherry, talvez por desleixo mesmo, deixei escapar a oportunidade de tê-la conhecido antes, mas ganhei esse imenso presente do Grupo Editorial Record para fazer esta ação, e agora estou aqui rendida e completamente apaixonada pelo livro e pela escrita da autora. Sabe quando o livro consegue alcançar e segurar sua mão? Tocar bem lá no seu coração e acalentar, quase como um suspiro? Então, me senti exatamente assim, uma história linda que contra sobre perdas, rancor, amor e transformações.

No livro somos convidados a conhecer a história, nem tão feliz assim, de Tristan e Elizabeth. Os capítulos são narrados e intercalados pelos dois personagens.

Elizabeth perdeu seu marido em um acidente e agora sua vida somente seguia em frente por causa do seu bem mais precioso, que era sua filha. Assim que se viu sozinha e com uma criança pequena para criar, Elizabeth resolveu ir morar com sua mãe, tentando fugir da realidade que lhe torturava. Após um ano se passar, ela conseguiu entender que de nada adiantaria todo aquele casulo reprimido, sem contar que as loucuras de sua mãe já estavam a deixando louca. Ela sentia falta de sua casa, o lar perfeito e amoroso que construíra junto com seu marido, um lugar cheio de vida e de qual sua filha sentia tanta falta, sentia falta dos amigos e de suas coisas, então resolveu que já estava na hora de voltar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...